Ana Luiza

Romeo and Juliet

Romeu: Jogue suas tranças, Julieta.
Julieta: Oh, Romeu, Romeu, onde estás, Romeu?
Romeu: Aqui embaixo, mulher, joga logo essas tranças que eu não tenho o dia todo!

Calma… eu acho que confundi as histórias. Romeu e Julieta não tem tranças, e Romeu não falaria assim com Julieta, óbvio. Romeu amava Julieta, Julieta amava Romeu, mesmo o cabelo da Julieta não sendo como o de Rapunzel. Mas por que depois de 5 séculos ainda nos encantamos com essa trágica história de amor? Será que Shakespeare tinha a mínima noção de que Romeo and Juliet viveria durante séculos no imaginário de casais apaixonados, renderia livros, filmes, frases e textos sobre esse amor? Bom, se Shakespeare sabia de tudo isso… que a humanidade se curve ao gênio.

Mas eu nunca fui com a cara do Romeu, nem da Julieta, como pode em uma única noite jurarem amor eterno e se casarem? Como, se Romeu encontrou Julieta por acaso no baile? Ele queria outra, meus caros.  E aí, de repente, é Julieta pra cá, Julieta pra lá… E Julieta, que caiu como um patinho no conto do Romeu? Julieta, essa mesma, que estava prometida a outro. Bom, talvez Romeu tivesse um charme incrível, e Julieta tivesse um perfume que seduziu Romeu e o deixou a seus pés. Mas o que tiver que tenha sido que os deixou assim, perturbadoramente apaixonados, não existe!

Romeu, Romeu, seu bobo! Como você pede a bela Capuleto em casamento sem saber nada dela? E se ela não gostasse do jeito que você arruma o cabelo, ou o jeito que você sorri? E se ela implicasse com a maneira que você se veste, ou come? E se ela quisesse mudar tudo em você, Romeuzinho? Vocês só tinham se conhecido havia uma noite, meu caro.

E eu nem falo de você, né, Julieta? Cair nas garras do Montecchio dessa maneira? Nem pra dificultar a vida dele você serviu, foi logo dizendo “SIM, SIM, VEM, ROMEU EU JOGO MINHAS TRANÇAS!” Opa! Sem tranças! Tinha que ter demorado mais; e se o Romeu roncasse? E se ele odiasse tuas amigas e teus amigos; e se ele fosse um psicopata que se apaixona por qualquer coisa que ande? E aí, Julieta, o que você iria fazer? Tsc, tsc… Boba, boba Julieta!

Mas o que eu quero dizer com tudo isso é que essa história não teria a mínima graça se houvesse uma continuação. Eu sei, os mais apaixonados irão discordar e dizer que eles deveriam ter vivido esse lindo amor. Mas vocês, apaixonados, são cegos, então suas opiniões não contam.

Romeo and Juliet perduram até hoje, porque mostram o amor que todo mundo gostaria de ter, e Shakespeare foi muito esperto ao ver isso. Se ele tivesse feito uma história em que os personagens se conhecessem, se apaixonassem, brigassem, aparassem suas arestas e depois ficassem juntos, seria mais uma história boba perdida no tempo. Mas não! Shakespeare a fez ficar imortal, porque temos a impressão que eles são perfeitos um para o outro, que eles se aceitam como são e por isso se amam tanto.

Mas não é nada disso. Romeu e Julieta não tiveram tempo de se conhecer, viveram intensamente esse amor, foram contra o tempo e o tempo os traiu. Em uma noite, casamento, em menos de um mês, a morte. Como acreditar nesse amor? Oh, Julieta, qual a comida preferida mesmo do Romeu? Ela não saberia responder… e nem ele saberia qual a dela.

Essa história é como os contos de fadas, como Rapunzel, ou Cinderela… Todos se apaixonaraminstantaneamente e seus autores nos traíram colocando um “felizes para sempre”, esconderam as brigas, as conciliações, tudo para a história ficar impossível de existir na vida real, e assim todos a querermos.

Desculpa, apaixonados, mas esse amor de contos de fadas e de Romeu e Julieta não existe. Seus parceiros terão defeitos insuportáveis, manias incontroláveis, e você vai querer matá-lo. Se você não chegar a esse extremo e conseguir superar tudo isso, vocês terão o que eu chamo de verdadeiro amor, esse sim pra mim é incrível. Mesmo com você odiando metade das coisas que quem está a seu lado faz, você continua lá, dando apoio nas horas certas, fazendo cafuné no cabelo na hora de dormir, dizendo “te amo”, quando tiver que dizer te amo.

Não quero um Romeu, nem quero ser Julieta, não quero um príncipe encantado, só quero o que na verdade todos querem, alguém que nos aceite como somos. Então, descansem em paz, Romeo and Juliet.

Anúncios

2 comentários em “Ana Luiza

  1. “…só quero o que na verdade todos querem, alguém que nos aceite como somos.”
    Todos queremos um amor verdadeiro, mas nem todos sabemos como encontrar com facilidade!!! Contas de fadas inspiram, mas nunca serão reais. Brigas, defeitos, manias, costumes… nada disso será grande demais para um verdadeiro amor… Parabéns pelo post S2

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s