Ato (abusivo) médico

O jogo político corre solto, e nunca para. Enquanto milhares de brasileiros vão às ruas tomar posição, a malha política conseguiu se aproveitar da grandiosidade do movimento #vemprarua. “São tantos problemas que não cabem num cartaz”; é tanta indignação que não cabe em uma manifestação e aquelas que não cabem estão sendo reviradas praticamente por baixo do pano. Em um único dia, conseguiu-se a aprovação da “cura gay” e do ato médico, dois pontos polêmicos e há muito discutidos e que agora não se sabe ao qual dar atenção.

O ato médico, como foi aprovado, se configura em nada mais que um discurso ainda parcialmente ultrapassado e abusivo. Em um contexto da saúde brasileira atual em que se fala tanto em trabalho multiprofissional e especializado, em equipes integradas, querem implantar uma hierarquia para colocar o médico no topo em muitos serviços que não são integralmente necessários. E pior, uma hierarquia de apenas dois patamares (ou três, se contarmos os usuários): o médico e os outros, como se dissesse que os outros profissionais, que já possuem seus serviços regulamentados, nunca tivessem sido capazes de trabalhar naquilo para que eles estudaram e foram preparados; como se dissessem que vão dar conta de partes do trabalho alheio sem antes assumirem que muitos não dão conta do próprio; como se dissessem que nunca sequer ouviram falar dos princípios de universalidade, integralidade e equidade do SUS ou das diretrizes de descentralização dos serviços e da integralidade do cuidado.

Há quem comemore essa espécie de retrocesso, mesmo diante de uma realidade que claramente necessita de profissionais amadurecidos e mais comprometidos com ela. O gigante acordou, mas ainda não tem o controle de alguns pesadelos que teve enquanto dormia.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s