Ana Luiza

Romeo and Juliet

Romeu: Jogue suas tranças, Julieta.
Julieta: Oh, Romeu, Romeu, onde estás, Romeu?
Romeu: Aqui embaixo, mulher, joga logo essas tranças que eu não tenho o dia todo!

Calma… eu acho que confundi as histórias. Romeu e Julieta não tem tranças, e Romeu não falaria assim com Julieta, óbvio. Romeu amava Julieta, Julieta amava Romeu, mesmo o cabelo da Julieta não sendo como o de Rapunzel. Mas por que depois de 5 séculos ainda nos encantamos com essa trágica história de amor? Será que Shakespeare tinha a mínima noção de que Romeo and Juliet viveria durante séculos no imaginário de casais apaixonados, renderia livros, filmes, frases e textos sobre esse amor? Bom, se Shakespeare sabia de tudo isso… que a humanidade se curve ao gênio.

Mas eu nunca fui com a cara do Romeu, nem da Julieta, como pode em uma única noite jurarem amor eterno e se casarem? Como, se Romeu encontrou Julieta por acaso no baile? Ele queria outra, meus caros.  E aí, de repente, é Julieta pra cá, Julieta pra lá… E Julieta, que caiu como um patinho no conto do Romeu? Julieta, essa mesma, que estava prometida a outro. Bom, talvez Romeu tivesse um charme incrível, e Julieta tivesse um perfume que seduziu Romeu e o deixou a seus pés. Mas o que tiver que tenha sido que os deixou assim, perturbadoramente apaixonados, não existe! Continuar lendo “Ana Luiza”

010111

Queria abrir o wordpress e jogar um monte de palavras animadas aqui. Acho que estou pegando o espírito da coisa por osmose.

Surgem novas expectativas, que parecem estar acima de tudo que já passou, trazendo consigo toda aquela vontade de cuidar da “nova vida” como se fosse um filhote de gatinho inofensivo e fofinho.

Meu pedido para 2011? Manter esse sentimento de ano novo e querer sempre cuidar da minha vida, porque todo dia ela se transforma e traz um mundo novo.

“Ano novo é só uma folha no calendário, você pode mudar quando você quiser, fazer planos e sonhar todos os dias!”

Primeira vez

No último sábado, pude ir pela primeira vez em uma missa de sétimo dia, depois de ter ido pela primeira vez a um velório.

E pude sentir o quão é agoniante você ouvir sua mãe cantando com toda a força uma música que a pessoa que partiu tanto gostava e que a traduzia tanto.

Que no seu firmamento a estrela que tem maior brilho, seja a firme esperança de um céu aqui mesmo e depois!

Vamos logo ao próximo texto que a Ana Lu me mostrou…

-x-

Continuar lendo “Primeira vez”

Ana Luiza

Sábado, minha linda amiga Ana Luiza me deu uns textos só pra me fazer chorar, hein, que fofuxa! *-* UAHUAH Como não tenho nada pra colocar no blog, vou colocando eles aqui aos poucos, ok?

-x-

SE EU MORRER ANTES DE VOCÊ

Se eu morrer antes de você, faça-me um favor:
Chore o quanto quiser, mas não brigue comigo.
Se não quiser chorar, não chore;
Se não conseguir chorar, não se preocupe;
Se tiver vontade de rir, ria;
Se alguns amigos contarem algum fato a meu respeito, ouça e acrescente sua versão;
Se me elogiarem demais, corrija o exagero.
Se me criticarem demais, defenda-me;
Se me quiserem fazer um santo, só porque morri, mostre que eu tinha um pouco de santo, mas estava longe de ser o santo que me pintam;
Se me quiserem fazer um demônio, mostre que eu talvez tivesse um pouco de demônio, mas que a vida inteira eu tentei ser bom e amigo…
E se tiver vontade de escrever alguma coisa sobre mim, diga apenas uma frase:
-“Foi meu amigo, acreditou em mim e sempre me quis por perto!”
Aí, então derrame uma lágrima.
Eu não estarei presente para enxugá-la, mas não faz mal.
Outros amigos farão isso no meu lugar.
Gostaria de dizer para você que viva como quem sabe que vai morrer um dia, e que morra como quem soube viver direito.
Amizade só faz sentido se traz o céu para mais perto da gente, e se inaugura aqui mesmo o seu começo.
Mas, se eu morrer antes de você, acho que não vou estranhar o céu.
“Ser seu amigo, já é um pedaço dele…”

Chico Xavier

-x-

E daí que eu voltei a chorar de novo? Sou chorona mesmo hehe. Obrigada, amiga <3