Ana Luiza

Romeo and Juliet

Romeu: Jogue suas tranças, Julieta.
Julieta: Oh, Romeu, Romeu, onde estás, Romeu?
Romeu: Aqui embaixo, mulher, joga logo essas tranças que eu não tenho o dia todo!

Calma… eu acho que confundi as histórias. Romeu e Julieta não tem tranças, e Romeu não falaria assim com Julieta, óbvio. Romeu amava Julieta, Julieta amava Romeu, mesmo o cabelo da Julieta não sendo como o de Rapunzel. Mas por que depois de 5 séculos ainda nos encantamos com essa trágica história de amor? Será que Shakespeare tinha a mínima noção de que Romeo and Juliet viveria durante séculos no imaginário de casais apaixonados, renderia livros, filmes, frases e textos sobre esse amor? Bom, se Shakespeare sabia de tudo isso… que a humanidade se curve ao gênio.

Mas eu nunca fui com a cara do Romeu, nem da Julieta, como pode em uma única noite jurarem amor eterno e se casarem? Como, se Romeu encontrou Julieta por acaso no baile? Ele queria outra, meus caros.  E aí, de repente, é Julieta pra cá, Julieta pra lá… E Julieta, que caiu como um patinho no conto do Romeu? Julieta, essa mesma, que estava prometida a outro. Bom, talvez Romeu tivesse um charme incrível, e Julieta tivesse um perfume que seduziu Romeu e o deixou a seus pés. Mas o que tiver que tenha sido que os deixou assim, perturbadoramente apaixonados, não existe! Continuar lendo “Ana Luiza”

Anúncios

Primeiro encontro

Saia de casa e vamos nos encontrar. Cara a cara, sem nada a esconder. Finalmente eu poderei ver todas as suas manias irritantes e seus defeitos. A sua falta de interesse, o seu descaso. A perna a balançar impacientemente. O cabelo desarrumado, eu gosto dele assim. E verei também o teu brilho no olhar, o teu sorriso tímido e sentir o teu tocar. E vou ouvir a tua voz, espero que seja agradável. Aposto como vou ficar sem palavras. Mas não me deixe ficar sem agir. E logo vou saber se tudo que eu imaginei no meu conto moderno de fadas era real.